Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Exército chinês em alerta devido aos conflitos no Myanmar

Ministro da Defesa chinês, Chang Wanquan

CHINA DAILY / REUTERS

Disputas no nordeste do Myanmar, perto da fronteira com a China, captam a atenção do exército chinês. Pequim oferece abrigo àqueles que fogem

A China afirma que o seu exército está em alerta depois de três grupos armados birmaneses terem atacado postos militares e da polícia perto da fronteira entre o Myanmar (antiga Birmânica) e a China, durante o fim-de-semana. Pequim anuncia acolher quem necessitar de abrigo, para fugir aos conflitos.

A agência de notícias chinesa Xinhua afirma que os grupos armados atacaram postos de segurança nas cidades de Muse e Kutkai, e reporta a morte de vários civis e militares.

“O exército chinês está em alerta e tomará as medidas necessárias para salvaguardar a segurança e soberania do país, bem como proteger as vidas e propriedades dos cidadãos chineses que vivem perto da fronteira”, afirmou o ministro da Defesa chinês, Chang Wanquan.