Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Manuel Valls diz que França e Alemanha têm de evitar o colapso europeu

GETTY

O primeiro-ministro francês considera que o seu país e a Alemanha precisam de tomar medidas para estimularem o crescimento económico, a criação de emprego, o apoio aos cidadãos e a superação da atual falta de solidariedade entre os Estados membros

“A Europa está em risco de se desintegrar”, afirmou o primeiro-ministro francês durante a sua visita a Berlim na quinta-feira, considerando que “a Alemanha e a França têm uma enorme responsabilidade” para o evitar.

Valls afirmou que os dois países, que durante décadas foram o eixo central da Europa comunitária, têm de se esforçar mais para estimularem o crescimento económico, a criação de emprego e o apoio aos cidadãos.

O primeiro-ministro francês afirmou que os dois países precisam de ajudar a União Europeia a focar-se na resolução de problemas como a crise da imigração, a falta de solidariedade entre os Estados membros, o impacto do Brexit e o terrorismo.

A França deve continuar a abrir a sua economia, nomeadamente através da redução dos impostos às empresas, enquanto a Alemanha precisa de trabalhar em sintonia com a União Europeia para aumentar o investimento, que estimulará o crescimento económico e a criação de emprego, e para o reforço da segurança, defendeu ainda o governante.

O chefe de Governo francês reconheceu o risco de a líder da Frente Nacional, Marine Le Pen, ganhar as eleições presidenciais no seu país no ano que vem, associando essa possibilidade ao sentimento que conduziu à vitória do recém-eleito Presidente norte-americano, Donald Trump. “Isto significa que o equilíbrio político mudaria totalmente”, acrescentou, alertando para “o perigo que representa a extrema direita”.