Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Celebridades prometeram abandonar o país se Trump fosse eleito. Mas vão ficar

Bryan Bedder/GETTY

É um tipo de promessa raramente cumprida, pelo que ninguém se surpreendeu

Luís M. Faria

Jornalista

É o tipo de promessa que raramente vemos ser cumprida. Antes das eleições americanas, várias celebridades disseram que deixariam o país caso Trump ganhasse. Na altura, uma vitória dele parecia suficientemente improvável para tornar fácil fazer essa promessa. Acontece que ele ganhou. Agora as celebridades veem-se obrigadas a desdizer-se, e são gozadas por isso.´

Uma delas é a comediante Amy Schumer. Tinha dito que se mudava, e voltou com a palavra atrás. Mas quando lhe lembram a promessa, não desarma: “Aqueles que dizem faz as malas são tão nojentos como os que votaram num abusador de mulheres racista, homofóbico e abertamente desrespeitoso”, escreveu no Instagram. Explicou que a sua promessa de se ir embora tinha sido uma “piada”, e chamou fracos aos eleitores de Trump, dizendo que nem sequer tentaram informar-se.

Além de Schumer, também Barbra Streisand, Whoopi Goldberg e Miley Cyrus, entre outras celebridades, disseram que iam embora – ou provavelmente iriam – caso Trump fosse eleito. Como destino de preferência, umas sugeriram o Canadá, outras a Austrália, outras ainda a Europa. Todas ou quase todas parecem, para já, decididas a manter residência nos EUA.