Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Daesh está a usar tanques de madeira e manequins barbudos para enganar aviação

GETTY

À semelhança da estratégia usada noutros tempos por Saddam Hussein, o autodenominado Estado Islâmico está a recorrer a peças de imitação para ludibriar os ataques aéreos levados a cabo no Iraque pela coligação liderada pelos EUA

Diversas réplicas em madeira de tanques e de outros veículos blindados, assim como manequins barbudos semelhantes a guerrilheiros, foram encontrados na semana passada num campo de treino do autodenominado Estado Islâmico (Daesh) a norte de Mossul conquistado pelo exército iraquiano.

Recorrendo a uma estratégia semelhante à usada noutros tempos pelo ex-líder iraquiano Saddam Hussein, o Daesh tem procurado deste modo ludibriar os ataques aéreos levados a cabo pela coligação liderada pelos Estados Unidos, que apoiam as tropas iraquianas no seu avanço pelo território controlado pelos jiadistas.

“À medida que as nossas tropas avançaram para as áreas que fomos encarregados de libertar, o Daesh usou tanques e veículos feitos de madeira para ludibriarem os aviões militares”, afirmou este domingo o tenente-coronel Abbas al-Azaji.

Vistos de perto os modelos parecem-se com brinquedos, mas à distância podem conseguir ludibriar as forças adversárias, não sendo claro até que ponto esta estratégia tem sido eficaz. Responsáveis norte-americanos indicaram que há já algum tempo que estão a par do uso destas réplicas pelo Daesh.

As tropas iraquianas estão a levar uma operação para a reconquista de Mossul, tendo cercado este reduto do Daesh no país.