Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Trump vai mesmo fazer um muro e quer deportar dois a três milhões de imigrantes

CARLO ALLEGRI / Reuters

Donald Trump diz, em entrevista à CBS News, que o muro a fazer na fonteira com o México pode ser apenas uma vedação em algumas zonas. “Eu sou muito bom nisto. Chama-se construção”, disse

Ana Baptista

Ana Baptista

Jornalista

O presidente eleito dos EUA, Donald Trump, vai mesmo avançar com a construção de um muro na fronteira entre os EUA e o México, mas admite que em algumas das zonas possa fazer uma vedação.

Em entrevista ao programa 60 Minutos, da CBS, que será transmitido este domingo à noite e que o site tem vindo a divulgar em partes, Trump respondeu um simples e conciso "sim" quando questionado se ia mesmo fazer o muro como tinha dito durante a campanha.

Contudo, admitiu que em algumas zonas pode não ser um muro, mas sim uma vedação, como alguns elemtentos republicanos do Congresso propuseram.

“Para algumas áreas sim, mas para outras o muro é mais apropriado. Eu sou muito bom nisto. Chama-se construção", disse na entrevista, aludindo ao facto de ter trabalhado em imobiliário durante a sua vida toda.

A este propósito, Trump disse ainda que planeia deportar dois a três milhões de imigrantes ilegais, ou seja, os que ele estima que sejam criminosos.

“Primeiro vamos apanhar os criminosos ou os que tenham registo criminal, como membros de gangues e traficantes de droga. São provavelmente dois milhões, talvez três milhões. Vamos tirá-los do país ou prendê-los", explicou.

Mas pode não ficar por aqui, Quando a fronteira estiver "segura", os serviços de imigração vão analisar o que fazer aos restantes imigrantes que estão nos EUA sem documentos.