Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Eagles of Death Metal impedidos de entrar no Bataclan

Jesse Hughes, vocalista dos Eagles of Death Metal

Miguel Medina

A banda que estava a atuar no momento do ataque terrorista de 13 de novembro queria assitir ao concerto de Sting que, este sábado à noite, assinalava um ano dos acontecimentos

Dois elementos dos Eagles of Death Metal, a banda que estava a tocar no Bataclan quando se deu o atentado terrorista de 13 de novembro de 2015, foram impedidos de entrar na sala para assistir ao concerto de Sting que, este sábado à noite, celebrava um ano dos ataques.

Em causa estão as declarações que o vocalista, Jesse Hughes, fez no início deste ano, sugerindo que os empregados muçulmanos do Bataclan estavam envolvidos no atentado.

"Eles vieram e eu expulsei-os. Há coisas que não se podem perdoar", disse à agência noticiosa AFP, o co-diretor do Bataclan, Jules Frutos.

Ainda assim, no domingo, no dia em que faz um ano dos atentados, Hughes estará presente no descerrar de uma placa de homeanagem às vítimas do Bataclan, um evento que contará com apresença do presidente francês, François Hollande, e da presidente da câmara de Paris, Anne Hidalgo.