Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Hillary: “Devemos a Trump um espírito aberto e a hipótese de liderar”

Getty

A candidata democrata, derrotada por Donald Trump nas eleições presidenciais desta terça-feira, diz que agora é preciso olhar para o futuro e lutar, participando democraticamente todos os dias

Ana Baptista

Ana Baptista

Jornalista

Hillary Clinton já fez o seu discurso de aceitação da derrota para o candidato republicano Donald Trump, que venceu as eleições presidencais norte-americanas na terça-feira, 8 de novembro.

Um pouco rouca e visivelmente emocionada, Clinton começou por agradecer a todos e por desejar que Trump "seja um presidente de sucesso para o povo norte-americano".

Aliás, diz mesmo que, apesar de não ser "o resultado esperado nem desejado" e de mostrar que a "nação está cada vez mais dividida", "Trump vai ser o nosso presidente e devemos-lhes um espírito aberto e a hipótese de liderar".

Mas que mesmo assim, é dever do povo americano defender os valores da não discriminição e de que a lei é igual para todos.

Ou seja, Clinton não desarma, apesar da voz pausada e algo comovida com que fez este discurso pesado. "A nossa constituição democrática exige-nos que participemos não só de quatro em quatro anos, mas todos os dias. A nossa responsabilidade como cidadãos é continuar a fazer a nossa parte para construir uma América mais forte e mais justa".

E continua: "O sonho é suficientemente grande para todos" porque "somos todos iguais", sejam "mulheres, homens, imigrantes, LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Transexuais), pessoas com deficiências".

Contudo não nega que se trata de uma derrota difícil. "Isto é doloroso e será por muito tempo", disse. Mas acrescentando: "A nossa campanha nunca foi acerca de uma pessoa. Era sobre construir um país que amamos".

Clinton aproveitou depois para agradecer a todos os que participaram na campanha, não só ao staff e aos voluntários, mas também a Tim Kaine, que seria seu vice-presidente e que agora regressará ao senado. E ainda à sua família e aos Obamas.

“Ao Barack e Michelle Obama. O nosso país deve-vos uma enorme quantidade de gratidão. Agradecemos-vos pela vossa graciosa e determinada liderança que tanto significou para nós".

E agradeceu ainda a todas as mulheres que acrediram na campanha e nela. "Quero que saibam que nada me fez mais orgulhosa do que ser a vossa campeã. Sei que esses telhados de vidro altos e fortes ainda não foram destruídos, mas sei que um dia serão e, espero que seja mais cedo do que tarde".

  • Hillary Clinton lidera votação popular

    A contagem dos votos não está fechada, mas a candidata democrata está em vantagem no que aos votos dos cidadãos diz respeito. As percentagens estão em 47,7% para Clinton e 47,5% para Trump