Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Hillary ou Trump? O homem da camisola vermelha diz que votou na melhor opção

GETTY

Ken Bone – o americano que ganhou uma súbita e inesperada popularidade ao ter surgido como um dos eleitores indecisos num dos frente a frente entre Hillary Clinton e Donald Trump – limita-se a afirmar que após longa reflexão acabou por fazer a sua escolha

“Eu tomei a melhor decisão que poderia dadas as circunstâncias”, afirmou Ken Bone, esta terça-feira, a propósito do seu voto nas presidenciais norte-americanas.

Falando para o “Hollywood Reporter", aquele que se tornou conhecido como o 'homem da camisola vermelha', após a súbita e inesperada popularidade que ganhou como um dos eleitores indecisos que intervieram no segundo dos três frente a frente televisivosn entre Hillary Clinton e Donald Trump , disse que acabou por tomar a sua decisão.

“Eu votei, mas não vos vou dizer em quem”, declarou, referindo que “refletiu muito sobre o assunto e ficou a sentir-se bem” com a sua escolha.

Bone, de 34 anos, é casado e tem filhos, trabalhando no ramo das energias fósseis. A questão que colocou de forma interessada aos dois candidatos está relacionada justamente com essa área: “Quais as medidas que vão tomar relativamente à política de energia, de forma a garantir as necessidades energéticas e, ao mesmo tempo, continuar amiga do ambiente e minimizando o desemprego para quem trabalha com energias fósseis?”, questionou, envergando uma camisola vermelha que ficaria associada à imagem que o popularizou, primeiro nas redes sociais e depois nos mass media.

A intervenção ocorreu já quase no final do debate, mas teve tanto impacto que levou mesmo o “The New York Times” a considerar que foi o momento que mais divertiu e empolgou os telespectadores.