Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Trump pede votos a eleitorado latino e afro-americano

SUPER TRUMP. a distância para Hillary Clinton tem vindo a diminuir. A sua vitória seria, porém, uma surpresa

getty

No estado da Florida, o candidato republicano afirmou que os afro-americanos e os latinos sofrem nos EUA e prometeu encontrar uma solução, caso vença a eleição da próximo terça-feira

O candidato republicano à Casa Branca, Donald Trump, pediu este sábado em Tampa, na Florida, o voto do eleitorado latino e afro-americano, considerado como vital para garantir uma vitória neste estado decisivo.

As mais recentes sondagens sobre as intenções de voto neste "swing state" (estados que não têm uma tendência de voto definida e que podem decidir uma eleição) dão um empate técnico entre Trump e a rival democrata Hillary Clinton.

Nesta reta final da campanha eleitoral, Trump afirmou que os afro-americanos e os latinos sofrem nas cidades da Florida e de todo o país de "altos índices de criminalidade, de uma educação que é a pior [do país] e da falta de trabalho" e prometeu encontrar uma solução para esta situação caso ganhe a eleição do próximo dia 8 de novembro.

E assegurou que não será como os democratas que a cada quatro anos "esquecem" estes eleitores após as eleições.

Os eleitores latinos e afro-americanos, que as sondagens indicam que apoiam em massa a ex-secretária de Estado democrata, podem ser vitais para determinar quem ganha os 29 "grandes eleitores" que o estado da Florida conta no Colégio Eleitoral, órgão constituído por 538 "grandes eleitores" representativos dos 50 estados norte-americanos (e da capital federal Washington que conta com três "grandes eleitores") e que elege o Presidente dos Estados Unidos.

Para ganhar as presidenciais norte-americanas, Donald Trump e Hillary Clinton têm de conseguir, no mínimo, 270 votos dos "grandes eleitores".

Os latinos representam 16% dos eleitores registados na Florida, enquanto os afro-americanos representam 13%.
Antes da terça-feira eleitoral, Trump irá fazer na segunda-feira uma nova visita ao estado da Florida.

Segundo as contas do 'site' Real Clear Politics, que faz uma média das sondagens a nível nacional, Hillary Clinton tem neste momento uma vantagem sobre Trump menor que dois pontos percentuais.