Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Suíça apreende carros de luxo do vice-presidente da Guiné Equatorial

LAURENT GILLIERON/EPA

Teodorin Obiang Nguema, o filho do Presidente, que em junho foi promovido à vice-presidência, está a ser investigado por corrupção e lavagem de dinheiro

Um Bugatti Veyron no valor de 1,8 milhões de euros, um Porsche de cerca de 748 mil e dois Ferrari encontram-se entre os 11 carros de luxo do vice-presidente da Guiné Equatorial, Teodorin Obiang Nguema, apreendidos esta semana pelas autoridades suíças no âmbito de uma investigação preliminar sobre suposta corrupção e lavagem de dinheiro.

Os procuradores de Genebra indicam que usou dinheiro do seu país vindo da exploração de petróleo para adquirir bens de luxo, entre os quais se encontram também um jato privado e artigos que pertenceram a Michael Jackson.

As investigações a decorrerem na Suíça estão relacionadas com o processo existente na vizinha França, onde será julgado no ano que vem por acusações similares. Teodorin está contudo a contestar as acusações num tribunal das Nações Unidas e não deverá comparecer no seu julgamento em França
Filho do Presidente Teodoro Obiang Nguema, Teodorin, de 47 anos, foi promovido a vice-presidente em junho.

Apesar de não ser um país de língua oficial portuguesa, Quiné Equatorial é membro da CPLP desde 2014. A adesão do país à comunidade tem sido também contestada devido ao seu desrespeito pelos direitos humanos e pela aplicação da pena de morte.