Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Obama apela ao voto em Hillary. “O destino da República está nas vossas mãos”

JONATHAN ERNST/REUTERS

“Rejeitem o medo! Escolham a esperança! Votem!”, afirmou o Presidente norte-americano

O Presidente norte-americano, Barack Obama, exortou esta quarta-feira os concidadãos a mobilizarem-se para eleger a democrata Hillary Clinton e barrar o acesso à Casa Branca ao republicano Donald Trump, argumentando estar em causa "o destino da República".

"Têm seis dias para decidir o futuro deste país que tanto amamos: Podem eleger a primeira mulher Presidente (...) têm a oportunidade de fazer história", disse Obama, num comício em Chapel Hill, na Carolina do Norte.

"Se Hillary ganhar na Carolina do Norte, ela ganha [as eleições], e quando eu disse que o destino da República estava nas vossas mãos, não estava a brincar", acrescentou, referindo-se a este estado fundamental que conquistou por pouco em 2008 e perdeu quatro anos mais tarde.

Evocando os escrutínios de 2008 e 2012, Obama insistiu no facto de a eleição deste ano ser de natureza diferente, devido à personalidade de Donald Trump.

"Fui candidato contra John McCain, fui candidato contra Mitt Romney (...) nunca pensei que a República estivesse em perigo se eles fossem eleitos", observou, considerando que os Estados Unidos não se podem permitir eleger um Presidente que "propõe a prática da tortura" ou dar os códigos nucleares a alguém "assim tão imprevisível".

"Rejeitem o medo! Escolham a esperança! Votem!", insistiu.

Obama alertou ainda que Trump é "singularmente inapto" para ser Presidente e constitui uma ameaça para os direitos civis tão arduamente conquistados nos Estados Unidos e no mundo.

"Não sou eu que estou em causa, não sou candidato, mas digo-vos uma coisa: os direitos estão em causa, a decência está em causa, a justiça está em causa, o progresso está em causa -- a nossa democracia está em causa", frisou.