Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Trump passa a liderar sondagem na Flórida e ‘reentra’ na corrida

CARLO ALLEGRI/REUTERS

O candidato republicano à Casa Branca voltou a liderar as intenções de voto na Flórida, revela uma nova sondagem, divulgada esta segunda-feira

O candidato republicano à Casa Branca, Donald Trump, está de volta à liderança das intenções de voto na Flórida, estado em que precisa de vencer para ganhar as eleições de 8 de novembro, indica uma sondagem divulgada esta segunda-feira.

De acordo com a amostra divulgada pelo grupo de pesquisa Remington, Trump tem quatro pontos de vantagem sobre a candidata democrata, Hillary Clinton, que recolhe 44% das intenções de voto, contra 48% de Trump.

A sondagem realizada no domingo a 989 eleitores, e que tem uma margem de erro de 3,1%, coincide com outra publicada no domingo no New York Times, que também dava quatro pontos de avanço para Trump, que liderava com 46% face aos 42% de Hillary Clinton.

Assim, a média de sondagens que é elaborada pelo 'site' Real Clear Politics dá Trump na frente por 0,5 pontos, quando há apenas dez dias Clinton beneficiava de uma vantagem de quatro pontos, a maior dos últimos quatro meses.

A sondagem surge depois de o FBI ter anunciado que vai aprofundar a investigação à utilização de um endereço de e-mail privado por parte de Hillary Clinton quando era secretária de Estado, cargo que ocupou entre 2009 e 2013.

Trump não estava à frente nesta média desde o passado dia 25 de setembro, quando liderou por 0,2 pontos, sendo que nunca tinha superado os 1,2 pontos desde o passado dia 21 de junho.

De acordo com a pesquisa do Remington, a distância sobre Clinton é maior em Orlando (53 contra 35%) e Tampa (50 contra 41%) e mais alargada em Miami, onde 68% dos inquiridos votariam Trump e apenas 29% em Hillary.

Entre os eleitores registados como independentes, Trump recolhe a preferência de 49%, face a 36% que votariam Clinton, que este fim de semana participou em várias iniciativas de campanha neste Estado, que lhe permitiria assegurar a vitória definitiva nas presidenciais da próxima semana.

Hillary, por seu lado, recolhe as preferências entre as mulheres (49-44%), os hispânicos (53-42%) e os afroamericanos (70 contra 22%), perdendo entre os homens (52-38%).

Na terça-feira, Hillary Clinton regressa à Flórida com três atos de campanha, no dia seguinte terá o apoio do vice-presidente, Joe Biden, e na quinta-feira será o próprio Presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, a viajar para o Estado para apoiar Hillary Clinton.

Trump, por seu lado, vai na quarta-feira participar numa ação de campanha dirigida aos latinos de Miami, essenciais para garantir a vitória no estado.
Trump precisa de ganhar na Flórida, que representa 29 votos eleitorais, para poder aspirar ao triunfo nas presidenciais, pois segundo o Real Clear Politics, Trump tem atualmente 164 votos dos 270 necessários para vencer, enquanto Clinton já conta com 263.