Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Primeiro-ministro islandês demite-se

BIRGIR THOR HARDARSON

Sigurdur Ingi Johansson, primeiro-ministro da Islândia, anunciou este domingo a demissão. Em causa está a vitória da coligação liderada pelo partido Pirata nas eleições legislativas.

O anúncio foi feito na televisão nacional, diante da perda de assentos parlamentares do seu partido de centro-direita, de 19 para 8. O primeiro-ministro da Islândia, Sigurdur Ingi Johansson, já tinha avisado que se demitiria do cargo, caso a coligação de esquerda vencesse nas urnas. Apesar de isso ter acontecido por uma margem mínima, a verdade é que a coligação de esquerda - onde se inclui o "Partido Pirata" formado por ativistas em 2012 e três outros partidos da mesma linha política - conquistou 32 assentos parlamentares.

Recorde-se que em agosto, foram anunciadas eleições antecipadas naquele país, depois de revelações dos Panama Papers terem implicado o primeiro-ministro da altura, Sigmundur David Gunnlaugsson, no escândalo de corrupção.

É o momento de a esquerda subir ao poder naquela ilha do Árctico.