Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Abalo sentido em Roma: “O edifício tremeu muito. Foi bastante assustador”

TIZIANA FABI/GETTY

Paulo Soares da Costa, empresário português que está em Roma, em férias e em trabalho, estava no quarto de hotel quando sentiu o abalo. “Os candeeiros e a cama abanaram fortemente”, contou ao Expresso

Apesar de o epicentro do sismo que este domingo abalou Itália ter sido registado a poucos quilómetros a norte da cidade de Norcia, no centro do país, também em Roma o tremor foi sentido com alguma violência, tendo provocado o pânico entre muitos habitantes da capital italiana.

Segundo a agência Ansa, centenas de pessoas saíram às ruas, tendo os bombeiros respondido a várias chamadas de socorro.

Paulo Soares da Costa, empresário português que está em Roma, em férias e em trabalho, estava no quarto de hotel quando aconteceu o abalo. “Estava no quarto, a dormir, e a minha mulher acordou-me. Estava assustada, pois os candeeiros e a cama estavam a abanar fortemente. O edifício tremeu muito, foi realmente bastante assustador e grande parte dos hóspedes desceram para o exterior”, contou ao Expresso.

A circulação em duas das linhas de metropolitano chegou mesmo a ser suspensa momentaneamente, para verificação das condições técnicas, estando a ser avaliados eventuais danos no Coliseu e em outros sítios arqueológicos de Roma, por uma questão de segurança.

No centro histórico de Roma, uma coluna acabou com uma racha e os serviços de proteção civil vedaram o local para verificar o estrago, disse também ao Expresso Paulo Soares da Costa, a quem espantou, por outro lado, a calma das pessoas que se encontravam no mercado Porta Portese: “Se calhar é por estarem um bocado habituadas, não me apercebi sequer que conversassem entre elas sobre o sismo”.