Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Avioneta despenha-se em Malta e provoca cinco mortos

MATTHEW MIRABELLI/AFP/GETTY

Dez pessoas seguiam a bordo do pequeno avião quando caiu, pouco depois de descolar. “The Times of Malta” tinha avançado que o aparelho transportava funcionários da agência de patrulhamento de fronteiras externas da UE, a Frontex, mas informação foi desmentida pelas autoridades

Uma avioneta modelo Metroliner despenhou-se esta segunda-feira de manhã pouco depois de ter uma cidade de Malta, causando pelo menos cinco mortos, avançaram fontes da polícia e testemunhas citadas pelo “The Guardian”.

Inicialmente, o jornal local “The Times of Malta” tinha avançado que o pequeno avião tinha sido fretado pela Frontex, a agência europeia de patrulhamento das fronteiras externas, para transportar funcionários desse organismo, mas a informação foi de imediado desmentida pela própria agência no Twitter.

A queda da avioneta, já considerada o pior acidente aéreo da história do país em tempos de paz, deu-se pelas 7h20 da manhã locais (8h20 em Lisboa). Fontes citadas pelo jornal britânico dizem que o avião tinha descolado de Malta com destino à cidade líbia de Misrata.

Outras informações, avançadas pelo “Malta Today”, dão conta de que se trata de uma pequena avioneta que transportava militares dos Estados Unidos. Outros jornais avançam que o pequeno avião estava registado no Luxemburgo, mas segundo o “Malta Today” o Metroliner Fairchild envolvido no acidente estava registado pela CAE Aviation, uma empresa com sede no Canadá que oferece serviços de simulações de voo e treino de clientes civis bem como de agências de segurança e de defesa, incluindo norte-americanas.

Dez pessoas seguiam a bordo do Metroliner, não se conhecendo para já a nacionalidade nem a identidade das vítimas. Equipas de resgate continuam no local à procura de sobreviventes.