Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Síria: Confrontos regressam a Alepo depois de três dias de cessar-fogo

ABDALRHMAN ISMAIL/REUTERS

A Rússia, que é aliada do regime sírio de Bashar al-Assad, decidiu não continuar mais com as tréguas para tirar os civis feridos de Alepo

Confrontos intensos entre forças governamentais e rebeldes regressaram este sábado à cidade síria de Alepo, após um cessar-fogo unilateral de apenas três dias anunciado pela Rússia, aliada do regime de Damasco.

Moscovo tinha concordado com uma tégua que era mais uma espécie de “pausa humanitária” e até tinha dito que iria prolongá-la, mas decidiu não o fazer, apesar de pedidos das Nações Unidas de mais tempo para retirar civis feridos da cidade sitiada e dividida.

A organização não-governamental Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH) reportou vários ataques, incluindo troca de fogo de artilharia, em diversas áreas ao longo da linha que divide a cidade.

Um correspondente da agência AFP nos bairros do leste da cidade, controlados pelos rebeldes, também noticiou sons de disparos.