Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Tribunal mexicano autoriza extradição para os EUA de “El Chapo”

El Chapo foi recapturado a 8 de janeiro

EPA

Magistrado mexicano recusou duas ações judiciais apresentadas pela defesa do narcotraficante

Um juiz mexicano autorizou esta quinta-feira a extradição para os Estados Unidos de Joaquin "El Chapo" Guzman ao recusar duas ações judiciais apresentadas pela defesa do narcotraficante, informou a Procuradoria-Geral da República.

Em comunicado, a Procuradoria-Geral da República disse ter sido notificada de cinco decisões emitidas pelo tribunal penal do distrito de Amparo na Cidade do México relativas às ações judiciais apresentadas pela defesa.

"Em duas delas o órgão jurisdicional negou a proteção e proteção da justiça federal, enquanto as outras três foram recusadas", precisou.

Em setembro, os advogados de "El Chapo" afirmaram que se o juiz lhe negasse a proteção recorreriam da decisão a um tribunal colegial, que envolveria uma nova análise do caso que duraria "entre três e seis meses".

"El Chapo" foi recapturado em janeiro, seis meses depois de ter fugido de uma prisão de alta segurança através de um túnel de 1,5 quilómetros que construiu a partir da sua cela.

  • México suspende extradição de El Chapo para os Estados Unidos

    Juiz aceitou recurso interposto pela defesa do líder do cartel de Sinaloa em maio, após o Governo mexicano ter aceitado extraditar Joaquín Guzmán, mais conhecido por “El Chapo” (“o baixinho”), perante garantias da procuradoria norte-americana de que não arrisca a pena de morte