Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Presidente indonésio espera erradicar pedofilia através da castração química

  • 333

BAY ISMOYO / AFP / GETTY IMAGES

A nova lei que autoriza a castração química para pedófilos foi aprovada este mês após aceso debate. A Associação dos Médicos Indonésios já indicou que os seus associados não a irão aplicar

Falando em entrevista à BBC, o Presidente indonésio Joko Widodo defendeu a lei — aprovada no início deste mês, após aceso debate parlamentar — que autoriza a castração química para pedófilos, mostrando-se convicto que irá “erradicar” a pedofilia.

Apesar de se declarar um defensor dos direitos humanos, o chefe de Estado declarou que “não há um compromisso” quando a questão é relativa a crimes sexuais.

A castração química reduz o desejo sexual e a libido através de drogas, não recorrendo à esterilização ou à remoção de órgãos. Os seus efeitos não são contudo definitivos, podendo ser posteriormente revertidos através de tratamento hormonal.

“A nossa Constituição respeita os direitos humanos, mas relativamente a crimes sexuais não há um compromisso”, afirmou.

“Na minha opinião... a castração química, se aplicada de forma consistente, irá reduzir os crimes sexuais e com tempo acabar por erradicá-los”, acrescentou.

A Associação dos Médicos Indonésios já indicou que os seus associados não irão estar envolvidos nos procedimentos da castração química, uma vez que a prática viola a ética médica.