Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Violação brutal de adolescente choca a Argentina

  • 333

Greve nacional de mulheres terá lugar esta quarta-feira na Argentina. Objetivo é alertar para o aumento da violência de género

A organização “Ni una menos” convocou as mulheres argentinas para uma greve nacional esta quarta-feira, como forma de protesto contra o aumento dos feminicídios no país.

A ação surge na sequência do caso de uma adolescente que morreu no passado dia 8 de outubro, vítima de uma “violação selvagem”, que está a chocar a Argentina. Lúcia Peres, de 16 anos, foi drogada e violada brutalmente até à morte na cidade de Mar del Plata.

Os dois agressores, traficantes de droga, deixaram o cadáver da jovem à porta de um centro de saúde local. Após a autópsia, os investigadores perceberam que Lúcia tinha consumido canábis e cocaína antes de ser alvo de abusos sexuais brutais.

“Trata-de se uma agressão sexual desumana. No local do crime foram encontrados muitos preservativos que não terão sido usados por uma só pessoa”, afirmou a procuradora Maria Isabel Sanchez, citada pelo “El Mundo”.

Inconformados com a morte da filha, os pais da jovem apelam à prisão perpétua dos agressores.