Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Escócia quer novo referendo sobre independência

  • 333

Jeff J Mitchell / Getty Images

Nicola Sturgeon, primeira-ministra da Escócia, referiu que tem de defender o voto dos 62% dos escoceses que no referendo sobre o Brexit votaram pela permanência na UE

Antes que o Reino Unido deixe a União Europeia (EU), Nicola Sturgeon, primeira-ministra da Escócia, quer ouvir a opinião dos escoceses. Por essa razão, esta quinta-feira, anunciou que vai apresentar uma nova proposta para discussão sobre a realização de um referendo para a independência da Escócia.

“A proposta de lei de referendo de independência será apresentada na próxima semana para consulta” no parlamento escocês, disse a chefe do Governo na abertura do congresso do seu partido, o Partido Nacionalista Escocês (SNP), em Glasgow. O jornal britânico “The Guardian” escreve que a proposta de referendo desafia o Governo de Theresa May.

Sturgean, citada pelo “The Guardian”, mencionou que a retórica sobre imigração e a saída do mercado europeu deixaram claros que o partido Conservador estava a sofrer influência da sua “política de direita xenófoba”. Acrescentou ainda que “o Governo do Reino Unido não tem nenhum plano detalhado em relação ao Brexit e que, por isso, o Governo escocês iria preparar um plano para a Escócia”.

A ministra referiu ainda que está comprometida a fazer tudo o que lhe compete para proteger os interesses da Escócia.

Um referendo sobre a independência da Escócia do Reino Unido seria o segundo, depois de em 2014 os escoceses terem chumbado a independência com 55,30% de votos "não" e 44,70% "sim".