Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Tribunal francês permite inseminação “post-mortem”

  • 333

Um tribunal francês instruiu esta quarta-feira que um hospital envie para o estrangeiro o esperma de um homem falecido, de modo a que seja utilizado para a viúva tentar engravidar.

A inseminação post-mortem não é permitida em França e a decisão do tribunal de que o esperma seja enviado para um “estabelecimento europeu que aceite proceder” a este tipo de intervenção deveu-se às “circunstâncias excecionais” do caso.

A mulher de 30 anos abortou quando estava já na fase final da gravidez e pouco depois da morte do marido em janeiro deste ano.

Não o permitir seria não ter em conta o "direito ao respeito da decisão que tomou com o marido de se tornarem pais”, considerou o tribunal.