Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Quatro jiadistas detidos em Espanha e Marrocos

  • 333

Reduan/Reuters

Os quatro detidos têm nacionalidade marroquina e são suspeitos de integrarem duas células do autodenominado Estado Islâmico (Daesh) que operavam de forma concertada nos dois países para recrutar e doutrinar novos elementos

Dois homens foram detidos em Espanha e outros dois em Marrocos, numa operação conjunta levada a cabo pelas autoridades dos respetivos países, para desmantelarem duas células do autodenominado Estado Islâmico (Daesh) que operavam de forma concertada para recrutar e doutrinar novos elementos.

As detenções ocorreram em sequência de uma investigação de dois anos e a vigilância a duas pessoas que haviam vivido em Espanha e que partiram para se juntar ao Daesh na Síria e no Iraque, indicou esta quarta-feira o Ministério do Interior espanhol.

Os indivíduos tinham elevado nível de radicalização e de compromisso com o Daesh que lhes fornecia instruções diretas, apoio logístico e material propagandístico.

O Ministério do Interior espanhol frisou ainda que os detidos tinham grande predisposição para deslocarem-se para zonas de conflito ou para tornarem-se mártires, levando a cabo ataques suicidas nos países em que se encontravam, pelo que a sua captura permitiu neutralizar uma ameaça potencial para a segurança de Espanha e de Marrocos.

Ambas as células recorriam às redes sociais da Internet para troca de informações e divulgação de propaganda jiadista.

Espanha tem medidas de segurança reforçadas desde os ataques ocorridos em Paris no ano passado. Cerca de 40 pessoas já foram detidas no país este ano por suspeitas de ligações aos militantes islâmicos.