Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Trump agradece apoio de eleitores e reitera que não desiste da corrida

  • 333

Spencer Platt/GETTY

Apesar da última polémica face a comentários sexistas, o candidato à Casa Branca garante que não vai desistir da corrida e que continua a contar com o apoio dos eleitores

O vídeo divulgado na sexta-feira pelo “The Washington Post", onde se vê o candidato republicano a fazer comentários sexistas em 2005, caiu como uma bomba na campanha de Donald Trump. Apesar de o próprio já ter pedido desculpa e da mulher ter considerado tais declarações “inaceitáveis” e “ofensivas”, apelando os norte-americanos para perdoá-lo, Trump tem perdido apoio no seio do partido.

O candidato republicano à vice-presidência dos EUA, Mike Pence, declarou-se ofendido com os comentários, o senador McCain retirou o seu apoio à candidatura e vários senadores republicanos pediram no sábado ao candidato para desistir da corrida presidencial, contudo, Trump assegurou ao “Wall Street Journal” que há “zero hipóteses” de aceder ao pedido.

“Nunca desistirei da corrida eleitoral, nunca abandonarei os meus apoiantes”, escreveu o candidato na sua conta do Twitter.

Numa ação de campanha no estado de Wisconsin, Trump garantiu que contou com o apoio de uma multidão que se mostrou entusiasmada. Agradeceu aos apoiantes no Twitter e não deixou de se dirigir aos senadores que pediram para abandonar a corrida eleitoral.

“Enorme apoio (exceto alguma “liderança” republicana). Obrigada”, escreveu na rede social.

A mais recente sondagem da Reuters, divulgada no sábado, deu cinco pontos de vantagem a Hillary Clinton, que contou com 43%.

Este domingo terá lugar o segundo frente a frente entre Donald Trump e Hillary Clinton na Universidade de Washington em Saint Louis. A divulgação dos comentários sexistas de Trump e o artigo do “New York Times”, que revelou que o milionário fugiu aos impostos durante quase 20 anos, não deverão escapar do debate.