Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Presidente do PE pede a Comité Consultivo que analise alegadas agressões entre eurodeputados

  • 333

O presidente do Parlamento Europeu remeteu para o Comité Consultivo sobre a Conduta dos Deputados o caso de agressões entre eurodeputados eleitos pelo UKIP

O presidente do Parlamento Europeu (PE), Martin Schulz remeteu para o Comité Consultivo sobre a Conduta dos Deputados o caso de agressões entre eurodeputados eleitos pelo UKIP, que causaram pelo menos um ferido que foi assistido no hospital.

"Os factos reportados são extremamente graves", disse Schulz, em comunicado, adiantando que "não obstante as possíveis consequências judiciais que o incidente possa ter, decidi hoje referenciar este assunto muito lamentável para o Comité Consultivo estabelecido no Código de Conduta, a quem pedi que o analise com urgência na próxima semana".

O presidente do PE salientou ainda que "o comportamento violento não tem lugar" no hemiciclo.

Em causa estão as alegadas agressões entre deputados europeus britânicos eleitos pelo partido eurocético britânico UKIP e das quais resultou um ferido, que recebeu tratamento hospitalar.

O eurodeputado Steven Woolfe, candidato à liderança, foi hospitalizado depois de ter desmaiado num corredor do Parlamento Europeu, em Estrasburgo, França, depois da reunião à porta fechada dos 22 eurodeputados do UKIP, havendo relatos de que se terá envolvido em agressões com colegas do partido.

O UKIP atravessa um momento conturbado, depois de Diane James se ter demitido da liderança do Partido da Independência do Reino Unido, 18 dias depois de assumir o cargo, antes detido por Nigel Farage.