Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Nomeação “é uma boa notícia para as Nações Unidas”, diz Catarina Martins

  • 333

Luís Barra

Líder do Bloco de Esquerda diz que vitória de Guterres significa que as Nações Unidas “conseguiram mostrar que são imunes a manobras mais ou menos estranhas”

Helena Bento

Jornalista

Indicação de António Guterres como favorito para o cargo de secretário-geral das Nações Unidas “é uma boa notícia, uma notícia que nos deve alegrar”, afirmou Catarina Martins, num comício do Bloco de Esquerda a propósito do 5 de Outubro.

“É uma boa notícia, desde logo, para as Nações Unidas, que conseguiram mostrar que são imunes a manobras mais ou menos estranhas”, disse Catarina Martins, acrescentando que, “mais importante que a nacionalidade de Guterres, é que ele seja a opção indicada para o cargo”, que é.

Antigo primeiro-ministro português é “um bom nome no reforço da “paz, cooperação e desenvolvimento que as Nações Unidas promovem”, acrescentou a líder do Bloco de Esquerda.

António Guterres foi indicado esta quarta-feira como secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU) pelo Conselho de Segurança à Assembleia-geral, que deverá aprovar o seu nome dentro de alguns dias.

Guterres ficou à frente, com 13 votos favoráveis e nenhum contra na sexta votação do Conselho de Segurança - com 15 membros - das Nações Unidas, em Nova Iorque, para eleger o próximo secretário-geral da organização.