Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Guterres muito próximo de ser eleito líder da ONU após vencer sexta eleição

  • 333

DENIS BALIBOUSE/REUTERS

O ex-primeiro-ministro venceu nova votação com 13 votos a favor e nenhum contra. Deverá ser eleito secretário-geral das Nações Unidas já esta quinta-feira

Helena Bento

Jornalista

António Guterres venceu a eleição desta quarta-feira para o cargo de secretário-geral das Nações Unidas, realizada em Nova Iorque.

Com 13 votos a favor e nenhum contra, Guterres deverá ser eleito já esta quinta-feira como o próximo secretário-geral das Nações Unidas, informou o presidente do Conselho de Segurança das ONU aos jornalistas, após serem conhecidos os resultados da votação. “Hoje, depois da nossa sexta votação, temos um favorito claro e o seu nome é António Guterres. Decidimos avançar para um voto formal amanhã de manhã [quinta-feira] e esperamos fazê-lo por aclamação”, disse aos jornalistas Vitaly Churkin, embaixador russo nas Nações Unidas.

Esta foi a primeira votação em que o ex-primeiro-ministro concorreu com a candidata búlgara Kristalina Georgieva, apoiada pela Alemanha, e também a primeira vez em que os votos dos membros permanentes (China, Rússia, França, Reino Unido e Estados Unidos) foram destacados, sendo assim possível perceber se havia algum veto, o que não aconteceu.

António Guterres venceu as cinco primeiras votações para o cargo, que aconteceram a 21 de julho, 5 de agosto, 29 de agosto, 9 de setembro e 26 de setembro. Nesta última votação, o ex-primeiro-ministro português obteve 12 votos favoráveis, dois votos desfavoráveis e um voto sem opinião.

Depois de a resolução ser aprovada na quinta-feira pelo Conselho de Segurança, o nome de Guterres segue para aprovação na Assembleia Geral da ONU. O novo secretário-geral da organização substitui Ban Ki-moon e entra em funções a 1 de janeiro de 2017.