Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Furacão Matthew faz três mortos no Haiti

  • 333

O furacão Matthews já está a chegar ao Haiti

ANDRES MARTINEZ CASARES/REUTERS

Ventos de 233,36 km/h estão já a afetar o Haiti, as Bahamas, Cuba e os EUA tornando o Matthew a mais forte tempestade dos últimos nove anos

O furacão Matthew, uma das mais fortes tempestades dos últimos anos, obrigou já os Estados da Flórida e da Carolina do Norte a declarar o estado de emergência. A força da intempérie forçou vários navios a mudarem de rota e obrigou à deslocação de milhares de pessoas. Até agora, o Matthew provocou três mortos no Haiti. Segundo as previsões, a tempestade chega hoje a Cuba, deslocando-se amanhã para as Bahamas e deverá atingir a costa da Flórida na quinta-feira.

O ciclone foi classificado de categoria 4 (numa escala de 1 a 5) e obrigou os habitantes de várias cidades costeiras haitianas a procurar abrigo perante a eminência da destruição das suas casas. O rasto do Matthew deixou já várias vilas parcialmente inundadas, sem eletricidade e provocou inúmeras quedas de árvores.

Matthew agrava devastação do país

O pequeno Estado nas Caraíbas ainda se encontra em recuperação do terramoto que assolou o país em 2010, e o furacão pode pô-la em risco. Após o sismo surgiu um surto de cólera que ainda afeta a região. As sucessivas catástrofes provocaram cerca de 200 mil mortos e a devastação do país. Um elevado número de cidadãos ainda habita em tendas e barracas improvisadas, após a destruição das suas casas há seis anos.

Perante o Matthew, o governo haitiano já construiu abrigos de emergência e pediu aos cidadãos para se refugiarem.

Os EUA anunciaram a doação de 400 mil dólares (mais de 350 mil euros) ao Haiti e à Jamaica, como ajuda na recuperação dos países no pós-furacão, juntamente com mantimentos e vários tipos de socorros.