Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Voo MH17 foi abatido por míssil russo disparado desde a Ucrânia

  • 333

© MAXIM ZMEYEV / Reuters

Conclusão da investigação oficial à queda do avião da Malaysia Airlines, em julho de 2014, é clara: foi um míssil russo, disparado desde uma vila na Ucrânia sob domínio dos rebeldes, que fez cair o voo MH17

O míssil que derrubou o voo MH17 da Malaysia Airlines há dois anos foi transportado da Rússia para o leste da Ucrânia, de onde foi disparado, na localidade de Pervomaysk, anunciou esta quarta-feira o responsável por uma investigação liderada pela polícia holandesa.

"Com base na investigação criminal, concluímos que o voo MH17 foi abatido por um míssil BUK, da série 9M83, proveniente do território da Federação Russa", disse o chefe da equipa de investigação internacional Wilbert Paulissen.

O mesmo responsável adiantou que o sistema de lançamento do míssil "foi levado de volta para a Rússia".

Segundo Paulissen, cerca de 100 pessoas estão a ser investigadas por suspeita de envolvimento no derrube do avião.

O avião de passageiros, um Boeing 777, foi abatido a 17 de julho de 2014 sobre o leste da Ucrânia, numa zona sob controlo dos separatistas pró-russos, matando todas as 198 pessoas que seguiam a bordo, entre as quais 196 cidadãos holandeses.

[Notícia atualizada às 14h09]