Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Obama nomeia o primeiro embaixador em Cuba

  • 333

Jeffrey DeLaurentis, embaixador dos EUA em Havana

© Carlos Barria / Reuters

Jeffrey DeLaurentis foi nomeado embaixador dos EUA em Cuba, o primeiro diplomata a assumir o cargo nos últimos 56 anos

A nomeação de DeLaurentis faz parte da nova política de aproximação entre Washington e Havana desenvolvida pelos presidentes Raúl Castro e Barack Obama desde dezembro de 2014. Obama confirmou assim os esforços norte-americanos para normalizar as relações com o seu vizinho antes de abandonar o cargo em janeiro do próximo ano. Os dois países não tinham representação diplomática desde 1960, na sequência da revolução que derrubou o ditador Fulgêncio Baptista.

A política de aproximação a Cuba tem sofrido várias resistências, sobretudo por parte dos Republicanos, nomeadamente por parte dos senadores cubano-americanos Ted Cruz e Marco Rubio. Uma oposição que poderá dificultar a aprovação de DeLaurentis pela maioria republicana no Senado, que continua sem permitir o levantamento do embargo contra Cuba.

Um diplomata de carreira

Jeffrey DeLaurentis tem sido, desde o início do processo de normalização das relações em 2014, o chefe de missão em Havana, a capital da ilha. Para Washington, a nomeação de um embaixador e a normalização de relações entre ambos os Estados será fulcral na defesa dos interesses norte-americanos, dos direitos humanos e até de segurança nacional.

“Ter um embaixador vai facilitar a defesa dos nossos interesses e vai aprofundar a nossa compreensão, apesar de sabermos que irão continuar a existir diferenças entre nós e o Governo Cubano”, afirmou Obama, “Ele (DeLaurentis) é exactamente o tipo de pessoa que queremos como representante dos Estados Unidos em Cuba, e iremos apenas prejudicar-nos a nós próprios ao não sermos representados por um embaixador”, acrescentou.

O cargo de embaixador americano em Havana está livre desde que Philip Bonsal, nomeado por Dwight Eisenhower, abandonou o posto em 1960. José Ramón Cabañas Rodríguez foi nomeado no ano passado como o primeiro embaixador cubano nos Estados Unidos, o primeiro desde 1961.

Apesar dos avanços em direcção à normalização das relações e da atenuação das restrições de troca e movimento de pessoas, o embargo contra Cuba mantém-se. Apenas o Congresso o pode levantar, mas tal medida não está prevista para breve.