Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Mesquita e centro de congressos são alvos de duas explosões em Dresden

  • 333

Entrada da mesquita em Dresden

REUTERS

O chefe da polícia de Dresden afirmou que nenhum grupo assumiu ainda a responsabilidade pelas explosões, mas que poderão estar associadas ao movimento alemão de extrema-direita

Duas explosões ocorreram na noite desta segunda-feira no exterior de uma mesquita e de um centro internacional de congressos na cidade de Dresden, na Alemanha. A polícia acredita que os ataques foram motivados por “motivos xenófobos”.

As bombas improvisadas foram encontradas no local dos ataques e consistiam em seis garrafas contendo gás explosivo.

Não houve feridos resultantes das explosões, porém o imã Hamza Turan, de 46 anos, encontrava-se no interior da mesquita com a sua mulher e os dois filhos aquando da primeira explosão.

“Fomos atacados porque nos odeiam, porque somos muçulmanos”, lamentou o filho de 10 anos do imã em declarações ao jornal local alemão “Sächsische Zeitung”.

A segunda explosão ocorreu junto ao centro internacional de congressos e ao hotel Maritim, o que levou à evacuação do bar do hotel.

O incidente ocorreu uma semana antes dos eventos para assinalar o Dia da Unidade Alemã, feriado nacional celebrado a 3 de outubro para comemorar a reunificação da Alemanha.

O chefe da polícia de Dresden, Horst Kretzschmar, revelou que a segurança em várias avenidas e nas três mesquitas da cidade vai ser reforçada para as festividades, que é esperado contarem com a presença da chanceler alemã, Angela Merkel.