Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Há planos para aumentar parque onde habita o “urso polar mais triste do mundo”

  • 333

GETTY

Apesar das críticas de associações de defesa dos animais, o governo chinês garante que o parque temático do shopping Grandview responde a uma “necessidade económica”

O governo chinês saiu em defesa do parque temático do centro comercial Grandview, em Cantão. Após várias críticas de associações de defesa dos animais e do lançamento de uma petição a pedir o encerramento da atração – onde habita “o urso polar mais triste do mundo”–, o executivo local assegurou que conta com o apoio de Pequim e que há planos para aumentar a estrutura.

“O projeto é viável, com base numa consideração da proteção ambiental”, refere um relatório do Departamento de Proteção do Ambiente de Cantão, citado pelo site Quartz.

O organismo explicou ainda que o parque temático responde a uma “necessidade económica” para dinamizar a região, num altura em que as compras online obrigam à reivenção do negócio dos centros comérciais.

“Da construção de cinemas em shoppings à venda de legumes no supermercado, Cantão tem sido um centro de inovação de negócios na China”, disse por sua vez o vice-diretor da Comissão Municipal de Comércio da cidade, defendendo que é preciso continuar a apostar na diversificação.

No parque temático habitam ursos polares, tigres e outros animais exóticos confinados a espaços exíguos, condições que as associações de defesa de animais consideram deploráveis.