Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

O momento ternurento de Michelle Obama e George W. Bush

  • 333

Astrid Riecken/Getty Images

O abraço espontâneo entre a primeira-dama chegou e o antigo presidente dos Estados Unidos da América é uma das imagens das últimas horas. Ouviram-se aplausos e criticas. Há quem interprete o momento como um raro momento de amizade na política, mas há quem acuse os Obama de amnésia

Em cerimónias oficiais, o protocolo assim manda: a atual primeira-dama fica ao lado antigo presidente. E assim tem sido ao longo dos anos com Michelle Obama e George W. Bush. Este fim de semana, durante a inauguração do Museu de História e Cultura Afroamericana, em Washington, ambos protagonizaram um momento algo inesperado e ternurento. A Sr.ª Obama chegou, aproximou-se do antigo líder norte-americano e colocou-lhe o braço sobre os ombros. Abraçou-o, Bush inclinou a cabeça para trás e ambos sorriram.

A imagem e o vídeo do momento são matéria de grande discussão nas últimas horas. Nas redes sociais, as opiniões dividiram-se entre críticas, aplausos e muitas brincadeiras. Se por um lado, houve quem visse naquele momento um raro momento de amizade dentro do mundo da política, também houve quem acusasse Michelle Obama de amnésia política, escreve o jornal norte-americano “The New York Times”.

Desde a chagada dos Obama à Casa Branca, em 2009, que os encontros com os Bush são regulares. Ainda antes de o democrata e a família se instalarem na residência oficial, Laura Bush, juntamente com as duas filhas, fez uma visita guiada a Michelle, Malia e Sasha. Em cerimónias oficias, também é muito comum os encontros entre o atual presidente e o seu antecessor. Talvez por isso os laços se tenham estreitado.

“O presidente Bush foi muito amável connosco durante a transições e, desde então, tem sido constantemente amável e respeitador”, contou ao “The New York Times” David Axelrod, um antigo assessor dos Obama.

No caso da inauguração do Museu de História e Cultura Afroamericana, cuja primeira autorização para a construção foi dada por George W. Bush, também Obama protagonizou uma situação fora do comum com o antecessor. Ao tentar tirar uma selfie com uma família, Bush percebeu que não cabiam todos na imagem. Tocou nas costas de Obama e pediu ao ainda presidente norte-americano para fotografar o momento.