Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Nem os ministros escapam à austeridade na Arábia Saudita

  • 333

YASSER AL-ZAYYAT/GETTY

Queda do preço do petróleo afeta economia da Arábia Saudita. Governo já aprovou um pacote de medidas de austeridade

O governo saudita deu esta segunda-feira luz verde a um pacote de medidas de austeridade, que inclui um corte de 20% nos salários dos ministros.

Segundo um decreto que foi aprovado esta manhã em Conselho de Ministros, está previsto um corte de 15% nos subsídios de alojamento e de transporte, limitação das horas extra e redução dos dias de férias por ano dos governantes (de 42 para 36), refere a Reuters.

Também os salários dos funcionários públicos serão alvo de cortes, com exceção dos militares que se encontram em combate na fronteira com o Iémen. Os trabalhadores do Estado saudita perderão também outros benefícios.

Além disso, a Agência Monetária Saudita irá injetar 5300 milhões de dólares (4706 milhões de euros) na banca para ajudar as instituições a ultrapassar a crise provocada pela queda do preço do petróleo.

Desde que o preço do petróleo começou a descer foram aprovadas várias medidas para responder à crise no país. Em abril, o príncipe Mohamed anunciou uma série de reformas com vista a diversificar a economia que é fortemente dependente do crude.