Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Estados Unidos e Coreia do Sul exibem força bélica

  • 333

GETTY

Os exercícios militares desta segunda-feira no Mar do Japão surgem em resposta aos testes nucleares e de mísseis balísticos da Coreia do Norte

É a primeira vez que navios militares dos Estados Unidos e da Coreia do Sul levam a cabo exercícios militares numa zona tão próxima da península coreana. Os exercícios militares conjuntos desta segunda-feira no Mar do Japão surgem como uma exibição de força em resposta ao testes nucleares e de mísseis balísticos efetuados pela Coreia do Norte.

“A operação procura dar resposta às recentes provocações de Pyongyang e foi concebida para enviar uma forte mensagem de unidade e determinação contra os contínuos atos de agressão” do regime de Kim Jong-un, indica, em comunicado, a Marinha dos Estados Unidos em Seul. Na manobra naval de um dia, os aliados vão destacar o navio de guerra norte-americano USS Spruance, equipado com o sistema de mísseis guiados, além de outros contratorpedeiros, submarinos, helicópteros e aviões de patrulha.

Paralelamente à exibição do poder bélico, a Coreia do Sul reforçou as pressões internacionais para o estabelecimento de sanções contra a Coreia do Norte. O vice-ministro sul-coreano da unificação Kim Hyung-seok declarou na passada quinta-feira que a comunidade internacional partilha da perspetiva de que a Coreia do Norte poderá a qualquer momento levar a cabo um novo teste nuclear.

O ministro manifestou numa recente entrevista as suas esperanças de que o Japão reforce as sanções. Referindo também que o empenhamento da China neste processo será central, Hyung-seok indicou que foi aberta uma investigação a uma empresa chinesa suspeita de dar apoio ao desenvolvimento do arsenal nuclear norte coreano.