Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

New York Times declara apoio a Hillary Clinton

  • 333

FOTO JUSTIN SULLIVAN/GETTY IMAGES

Posição do jornal norte-americano surge na véspera do primeiro debate televisivo entre os dois candidatos, que decorrerá esta segunda-feira à noite. Publicação promete ainda que fará um editorial a dizer porque não apoia Trump e como o considera o pior candidato da história recente dos EUA

Expresso

O "New York Times" assumiu o seu apoio à candidata democrata às eleições norte-americanas do próximo dia 8 de novembro.

Num longo editorial publicado sábado na edição online e domingo na edição impressa, o jornal enuncia as razões por que entende que Hillary Clinton deve ser a próxima presidente dos EUA, e é claro e direto.

"Hillary Clinton for President" ("Hillary Clinton a presidente") é o título do artigo que explica ainda que a decisão deste apoio é suportada "no respeito pelo intelecto, experiência, força e coragem" que a candidata tem demonstrado "ao longo de uma carreira de quase contínuo serviço público, muitas vezes como a primeira e única mulher".

Além disso, nota que não há sequer uma comparação possível entre Hillary e o candidato republicano Donald Trump e que, por isso mesmo, tinham de a apoiar. Contudo, explicam que não o fazem por ela não ser o Trump, mas sim porque demonstra todas as capacidades para liderar o país.

"Num ano normal de eleições, compararíamos os dois candidatos à presidência lado a lado nos vários temas. Mas este não é um ano normal de eleições. Uma comparação como essa seria um exercício vão numa corrida em que um dos candidatos - na nossa ecolha, Hillary Clinton - tem um historial de ideias pragmáticas e o outro, Donald Trump, não revela nada de concreto acerca dele próprio e dos seus planos e em simultâneo promete a lua e as estrelas. (Num próximo editorial explicaremos porque é que Trump é o pior candidato de um grande partido a surgir na história recente dos EUA)", pode ler-se logo na abertura do editorial.

No entanto, esclarecem que o editorial não é apenas uma demonstração de apoio, mas também uma forma de convencer os indecisos e os que ainda estão hesitantes em votar em Hillary.

Para o "New York Times", Hillary é uma "líder determinada em criar oportunidades para os americanos num momento de agitação económica e em assegurar que os EUA se mantêm como uma força do bem num mundo brutal".