Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Motoristas de autocarro bloqueiam Caracas

  • 333

MIGUEL GUTIERREZ/EPA

O protesto é especialmente embaraçoso para o Presidente da Venezuela, tendo em conta que outrora já foi motorista de autocarro

Centenas de motoristas de autocarro causaram o caos no centro da capital Venezuela, ao manterem paradas as suas viaturas nas estradas junto ao Ministério dos Transportes, bloqueando a circulação ao longo de oito horas, num protesto por melhores remunerações, mais proteção contra os crimes e peças para os autocarros. Pretendem ainda que as tarifas sejam aumentadas de modo a conseguirem ganhar o suficiente para sobreviver

“Eles pensam que são muito importantes? Bem, nós também somos”, gritou o porta voz dos motoristas, de um dos autocarros parados no meio da faixa de rodagem.

O protesto ocorreu esta quarta-feira após o ministro dos Transportes venezuelano ser ter recusado a receber os líderes sindicais do sector. E o protesto é especialmente embaraçoso para Nicolás Maduro, pois o Presidente venezuelano já foi outrora, ele próprio, motorista de autocarro.

Os responsáveis sindicais dizem que o protesto parou metade da frota de autocarros da cidade de três milhões de habitantes. Pneus, baterias e óleo para os motores são alguns dos bens que têm frequentemente de procurar no mercado negro para manterem as suas viaturas a circular.

No país faltam também bens essenciais como alimentos e medicamentos, o que tem gerado inúmeros confrontos nas ruas.

Em maio, Maduro declarou o estado de emergência, responsabilizando potências estrangeiras e forças de extrema direita pela atual crise que assola o país.

Entretanto, o conselho eleitoral não deixou avançar uma proposta de referendo contra o Presidente.