Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Polícia de Nova Iorque investiga alegado manifesto de bombista de Chelsea

  • 333

Stephanie Keith

Autoridades disseram ao tablóide “New York Daily News” que a página do Tumblr está a ser investigada para apurar se existe alguma relação entre o seu autor e a explosão que, no sábado, deixou 29 pessoas feridas num bairro de Manhattan

As autoridades novaiorquinas estão a investigar a autoria de um manifesto publicado na plataforma online Tumblr em que alguém parece reivindicar responsabilidade pela bomba improvisada que explodiu em Nova Iorque no sábado, ferindo 29 pessoas.

A notícia foi avançada pelo tablóide “New York Daily News” citando fontes da polícia de Nova Iorque que estarão a analisar uma página de Tumblr, entretando apagada, onde um utilizador assumia a autoria do ataque e dizia ter sido ele a construir o engenho explosivo que a polícia encontrou perto do local da explosão “intencional”.

A página intitulada “Eu sou o bombista de NY” tinha como cabeçalho uma imagem da bandeira do orgulho gay. Num primeiro post, o autor afirmava ter sido ele a orquestrar o ataque para alegadamente vingar os maus-tratos sofridos pela comunidade gay nos Estados Unidos — apesar de esse ataque ter acontecido em Chelsea, um dos bairros mais gay-friendly de Manhattan.

“Provavelmente já viram as notícias, os explosivos detonados na cidade de Nova Iorque, fui eu [que os coloquei ali]”. Numa segunda publicação, o mesmo utilizador sublinhou que cometeu “alguns erros” e garantiu que não voltará “a cometê-los da próxima vez”, de acordo com o jornal britânico “The Independent”.

A página de Tumblr foi suspensa pouco depois das 14h de domingo (19h em Lisboa)

A página de Tumblr foi suspensa pouco depois das 14h de domingo (19h em Lisboa)

Tumblr

“Fiz isto porque não aguento esta sociedade”, era referido na mesma página. “Não posso viver num mundo onde os homossexuais como eu, bem como o resto da comunidade LGBT, são rebaixados pela sociedade. Não sei exatamente como me sinto por roubar vidas humanas. Suponho que terei de continuar o meu caminho sabendo que o que estou a fazer tem um propósito e que irá, de facto, fazer a diferença.”

As autoridades ainda não confirmaram a autenticidade da publicação. Após a explosão no sábado à noite no bairro de Chelsea, o governador do estado de Nova Iorque, Andrew Cuomo, anunciou aos jornalistas o reforço da presença policial nas ruas da ilha de Manhattan. Neste momento, há mil agentes da polícia adicionais a patrulhar a rede de transportes públicos da cidade, disse o governante no domingo, altura em que referiu que este parece tratar-se de um ataque interno sem ligações ao terrorismo internacional.

Horas depois de Cuomo falar à imprensa, fontes da polícia avançaram ao “New York Times” que foram detidas cinco pessoas por suspeitas de envolvimento no ataque. Tudo indica que estariam a caminho do aeroporto quando foram travadas pelas autoridades e levadas para uma agência do FBI para serem interrogadas.