Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Trump admite que Obama nasceu na América

  • 333

CARLO ALLEGRI/REUTERS

O candidato republicano não pede desculpa e atira as culpas da polémica para o lado, afirmando que foi Hillary Clinton quem lançou a ideia de que Barack Obama não nascera nos Estados Unidos

“O Presidente Barack Obama nasceu nos Estados Unidos, ponto final”, afirmou esta sexta-feira Donald Trump, após ao longo dos últimos anos ter alimentado a tese de que o Presidente não teria legitimidade, por supostamente não ter nascido no país.

“Hillary Clinton e a sua campanha de 2008 começaram a controvérsia do nascimento. Eu terminei-a. Eu terminei-a. Percebem o que eu estou a dizer?”, acrescentou.

Ao mesmo tempo que disse estar a querer colocar um ponto final na polémica, o candidato republicano procurou responsabilizar a sua atual adversária do Partido Democrata pelo surgimento da mesma, apesar de não haver qualquer dado que fundamente essa ideia.

Na quinta-feira, a equipa de comunicação da campanha de Trump dissera que fora o candidato que “terminara este feio incidente” em 2011 quando obrigou Obama a divulgar o seu certificado de nascimento.

Em 2012, Trump publicou, contudo, uma mensagem no Twitter onde afirmava ter ficado a saber de “fonte extremamente credível” que o certificado que mostrava que Obama nascera no Havai era uma fraude.