Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Rússia bloqueia sites porno e diz aos internautas para procurarem parceiros “na vida real”

  • 333

Pornhub e Youporn, dois populares sites de vídeos pornográficos, foram bloqueados na Rússia. Alguns internautas manifestaram indignação. As autoridades responderam com um conselho

As autoridades russas confirmaram esta quinta-feira a sua decisão de bloquear no país os populares sítios pornográficos Pornhub e Youporn, sugerindo aos internautas que procurem parceiros “na vida real”.

A agência governamental de vigilância das telecomunicações Roskomnadzor bloqueou na terça-feira os dois sites em todo o território russo após decisões nesse sentido dos tribunais de Vladivostok (extremo-oriente) e na região de Voronej (sul).

O porta-voz da Roskomnadzor, Vadim Ampelonski, indicou esta quinta-feira à agência noticiosa Ria Novosti que o fim da proibição apenas será possível “após uma alteração completa do catálogo dos sites”.

A Pornhub respondeu à proibição com humor, ao sugerir, no Twitter, a esta agência que autorizasse de novo a página em troca de uma assinatura “Premium”.

“Lamentamos, não estamos no mercado e a demografia não é um produto de consumo”, respondeu a agência na sua própria conta Twitter, sugerindo que visionar vídeos pornográficos demove os russos de terem filhos.

A Roskomnadzor também dirigiu um conselho aos internautas que se indignaram com o bloqueio: “encontrar alguém na vida real”.

Após a dissolução da União Soviética, a Rússia iniciou um ciclo demográfico muito negativo, perdendo vários milhões de habitantes. A população russa está calculada em 146 milhões de pessoas.

Após o seu regresso ao Kremlin, duas décadas após a queda do regime soviético, que foi acompanhada por uma “liberalização” dos costumes na sociedade russa, o Presidente russo, Vladimir Putin, afirmou-se como um defensor dos valores tradicionais, incluindo na esfera religiosa.