Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Martin Schulz diz que Trump é um sinal de que foi atingido um ponto crítico

  • 333

PATRICK HERTZOG/Getty

O presidente do Parlamento Europeu diz que Donald Trump gere fenómenos de imitação na Europa e manifesta-se receoso de que a destruição do projeto europeu permita o retorno dos demónios dos anos 1930

“Trump não é apenas um problema para a União Europeia, mas um problema para o mundo inteiro”, afirmou o presidente do Parlamento Europeu, Martin Schulz, comentando a possível eleição do candidato republicano às presidenciais norte-americanas, numa entrevista concedida à revista alemã “Der Spiegel”.

“Quando acaba na Casa Branca um homem que se gaba de não saber nada e que diz que o conhecimento especializado é uma coisa sem sentido, então foi atingido um ponto critico”, acrescentou.

Não se coibindo em expressar a sua esperança na vitória da candidata democrata Hillary Clinton, Schulz manifestou receio de que o fenómeno Trump possa gerar imitações na Europa, num momento histórico em que “um crescente número de pessoas estão a declarar que o que foi alcançado nas últimas décadas foi mau” e “querem regressar ao Estado-Nação”.

Dentro desse contexto, o presidente do Parlamento Europeu teme que os demónios dos anos 1930 possam estar a regressar ao velho continente: “Colocámos esses demónios sob controle através das estruturas europeias, mas se destruirmos essas estruturas, os demónios irão regressar. Não podemos permitir que isso aconteça”.