Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Sargento inglês acusado de tentar matar a mulher em voo de paraquedas

  • 333

Acusação surge agora em sequência de uma investigação policial de 17 meses

Um sargento inglês foi esta terça-feira acusado da tentativa de assassínio da sua mulher, que quase morreu após o seu paraquedas não ter aberto quando efetuou um salto de cerca de mais de um quilómetro de altura. O caso aconteceu a 4 de abril do ano passado.

Emile Cilliers, de 36 anos, foi alvo de duas acusações de tentativa de assassínio e de uma acusação criminal adicional por danos imprudentes ao colocar uma vida em perigo. Foi libertado sob caução e terá de voltar a comparecer no Tribunal de Salisbury a 14 de outubro.

A acusação surge agora em sequência de uma investigação policial de 17 meses. “Nós decidimos que há provas suficientes para uma perspetiva realista de condenação e que a acusação é do interesse público”, disse Ian Harris, um dos responsáveis pelo processo.

Após o paraquedas principal não ter aberto, o de reserva também falhou, tendo apenas aberto parcialmente. A mulher de 40 anos sofreu múltiplas fraturas, nomeadamente nas costelas e pernas.

“Esta mulher poderia ter morrido se o seu paraquedas não tivesse aberto parcialmente. Isto significa que a sua queda foi desacelerada o suficiente para permitir a sua sobrevivência”, afirmou anteriormente o inspetor Paul Franklin, em declarações citadas pelo “Daily Mail”.