Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Pelos menos quatro mortos em descarrilamento de comboio luso-espanhol na Galiza

  • 333

SALVADOR SAS/EPA

Um comboio de passageiros, que fazia o trajeto entre Vigo e o Porto, descarrilou esta manhã em Porriño, na Galiza. Pelo menos quatro pessoas morreram e várias ficaram feridas. O maquinista português foi uma das vítimas

Um comboio descarrilou esta sexta-feira perto da estação de Porriño, na Galiza, causando pelo menos quatro mortos e vários feridos. O sinistro ocorreu à entrada da estação de Porrino, às 9h30 de Espanha, 8h30 de Portugal Continental.

O comboio, que fazia o trajeto entre a cidade de Vigo e o Porto, começou a descarrilar quando se estava a aproximar da estação de Porriño e terá colidido com um poste de eletricidade, segundo o jornal “La Voz de Galicia”. Mas desconhecem-se ainda ao certo as causas do acidente, que um inquérito depois irá apurar.

Segundo o “El País” há, pelo menos, nove feridos, mas matutino não especifica em que estado estes se encontram. A maioria dos passageiros abandonou os vagões pelo seu próprio pé, caminhando ao longo dos carris, avança.

De acordo com o Jornal “El Pais“, que cita a ADIF, empresa responsável pelas infraestruturas ferroviárias no país, o comboio transportava cerca de 60 passageiros a bordo e o maquinista era português, sendo uma das vítimas.

O material circulante era espanhol, da RENFE, alugado pela CP e assegurava um trajeto no âmbito do serviço internacional Celta, partilhado pela CP e Renfe, disse ao Expresso fonte oficial da empresa. O presidente da CP já está a caminho de Porriño.

Polícia e bombeiros estão no local. “Neste momento estão a decorrer as operações de salvamento e isso é a prioridade absoluta”, disse ao Expresso a mesma fonte. A CP diz ainda que está em estreito contacto com as autoridades espanholas e com a sua congénere RENFE.

Entretanto, o tráfego ferroviário entre as estações de Louredo – Valos e Porriño, na linha que liga Pontevedra, Tui e Portugal está interrompida.

(Em atualização)