Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Dinamarca vai comprar dados dos Panama Papers para descobrir quem fugiu ao fisco

  • 333

Um total de 320 arquivos serão adquiridos a uma fonte não identificada. O Governo não confirma valores, mas a informação poderá custar aos cofres do Estado cerca de um milhão de euros

A Dinamarca vai pagar a uma fonte – que o Governo não identifica – para obter os dados da investigação Panama Papers, com o objetivo de identificar os contribuintes que possam ter fugido ao pagamento de impostos no país.

O anúncio foi feito esta quarta-feira, num comunicado onde o ministro das Finanças, Karsten Lauritzen, explica a decisão. “Devemos tomar as medidas necessárias para identificar quem é culpado de evasão fiscal, escondendo fortunas, por exemplo, no Panamá, com o objetivo de evitar o fisco da Dinamarca”, pode ler-se.

O comunicado não avança valores, mas o jornal “The Guardian” diz que serão pagos nove milhões de coroas dinamarquesas (um pouco mais de um milhão de euros), a troco de 320 arquivos, relativos a um total entre 500 e 600 contribuintes.

“Não podemos estar seguros do resultado final, mas tudo leva a pensar que estamos perante informações úteis” para a administração fiscal, diz também o ministro.

Em abril, o Consórcio Internacional de Jornalistas divulgou dados sobre uma fraude fiscal, reunidos a partir de quase 11,5 milhões de documentos do escritório de advocacia Mossack Fonseca, a que teve acesso. A investigação que ficou conhecida como Panama Papers.