Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Um civil morto em novo ataque em Cabul

  • 333

JAWAD JALALI/EPA

Vários homens armados entraram na sede de uma organização não-governamental, num ataque não reivindicado, que causou também seis feridos. No espaço de 24 horas, este é o quinto incidente violento na capital afegã

Pelo menos um segurança e três atacantes morreram e outras seis pessoas ficaram feridas num ataque contra uma organização não-governamental em Cabul, que começou na noite de segunda-feira, informou a polícia.

O porta-voz do Ministério do Interior afegão, Sediq Sediqi, confirmou à agência Efe a morte de um segurança no ataque ao edifício da ONG Pamlarana, de onde as forças de segurança resgataram 42 pessoas.

“A operação das forças especiais terminou e os terroristas que ontem à noite [segunda-feira] atacaram o edifício da ONG foram eliminados”, disse.

Posteriormente, na sua conta na rede social Twitter, Sediqi precisou que os atacantes abatidos eram três e que entre os resgatados há 10 estrangeiros, cuja nacionalidade não foi revelada.

O ataque, que não foi revindicado, é o quinto a atingir a capital afegã nas últimas 24 horas.

Nesta segunda-feira, um duplo atentado suicida, realizado por militantes talibã, atingiu uma área movimentada da cidade, junto ao edifício do Ministério da Defesa.

O balanço mais recente fala em 35 mortos, entre os quais um general do exército e quatro altos funcionários da polícia. Outras 103 pessoas ficaram feridas.

O Governo chinês condenou entretanto o ataque à organização não governamental e instou a que se “pressione com firmeza”, no sentido de impulsionar o processo de reconciliação no país.