Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Morreu a primeira doente a receber um transplante do rosto

  • 333

Michel Spingler / AP

A francesa Isabelle Dinoire foi a primeira pessoa submetida ao transplante parcial de rosto. Em 2005, recebeu um novo nariz e uma nova boca, depois de ter sido desfigurada pelo seu cão

A toma de imunossupressores para evitar a rejeição do transplante enfraqueceu Isabelle Dinoire, que não resistiu ao cancro. A francesa morreu com 49 anos, em abril deste ano. Contudo, a notícia da sua morte só agora foi divulgada para “respeitar a privacidade da família”, refere a BBC.

Segundo o jornal Le Figaro, Dinoire sofreu rejeição do transplante no ano passado “e perdeu parte da funcionalidade dos seus lábios”. A medicação que estava a tomar para impedir a rejeição deixou-a vulnerável ao cancro e acabou por desenvolver dois tumores, escreve o jornal francês.

Em 2009, a francesa disse numa entrevista à BBC que quando se via ao espelho conseguia ver uma mistura de si com o dador, afirmando que este estava sempre consigo. Dinoire explicou ainda que o acidente aconteceu após uma tentativa de suicídio. Depois de uma toma exagerada de comprimidos para dormir, acordou em cima de uma poça de sangue com o seu lavrador ao lado, que aparentemente a encontrou inconsciente e, numa tentativa de a acordar, “roeu” o seu rosto.

Os ferimentos que afetaram a boca, nariz e queixo eram tão severos que os médicos descartaram a hipótese de uma reconstrução de rosto e propuseram que se fizesse um transplante inovador. Dinoire ficou satisfeita com a cirurgia mas manifestou-se desconfortável com a atenção dos media.