Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Trump diz que não discutiu com o “amigo” Presidente mexicano quem irá pagar o muro

  • 333

HENRY ROMERO/REUTERS

No seu encontro com o Presidente Enrique Peña Nieto, Donald Trump deixou de lado os insultos aos imigrantes mexicanos, optando antes por qualificar os mexicanos-americanos como “pessoas fantásticas”

“Nós discutimos o muro (que pretende erguer na fronteira entre o México e os Estados Unidos), nós não discutimos o pagamento (da sua construção), isso será deixado para depois, isto foi apenas uma reunião preliminar, foi uma excelente reunião”, afirmou o candidato republicano às presidenciais norte-americanas Donald Trump, após ter estado reunido o seu “amigo” Presidente mexicano Enrique Peña Nieto na Cidade do México.

Após ter-se referido aos imigrantes mexicanos como violadores e assassinos durante as primárias, Trump deixou agora os insultos de lado, substituindo-os por elogios aos mexicanos-americanos: “Eu prezo tremendamente os mexicanos-americanos, não apenas em termos de amizades, mas também os inúmeros que eu emprego nos Estados Unidos e eles são pessoas fantásticas”.

Falando numa conferência de imprensa conjunta do Peña Nieto, Trump declarou ser “uma grande honra ter sido convidado por si, senhor Presidente”. Em seguida disse que “os Estados Unidos e o México partilham uma fronteira de 2 mil milhas, meio bilião de dólares de trocas comerciais anuais, e um milhão de travessias legais diárias de fronteira”, acrescentando que ambos os países estão “unidos pelo nosso apoio à democracia” e “pelo nosso amor pelas pessoas”.

Por seu turno, o Presidente mexicano frisou que, apesar de “nós não concordarmos em tudo”, tiveram uma “construtiva troca de perspetivas”.

A visita ao México surge como uma clara tentativa de Trump conseguir desvanecer as antipatias que terá anteriormente gerado entre os eleitores hispânicos norte-americanos.