Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Turquia ordena detenção de 35 jornalistas

  • 333

Erdogan, presidente da Turquia

UMIT BEKTAS/ Getty Images

Os jornalistas e comentadores são acusados de pertenceram ao “braço mediático” do clérigo Fetulá Gülen, o suposto orquestrador da tentativa de golpe de Estado do passado dia 15 de julho

Procuradores turcos emitiram mandatos de detenção de 35 jornalistas e comentadores por supostas ligações à tentativa de golpe de Estado de 15 de julho.

Acusados de pertencerem ao “braço mediático” do clérigo Fetulá Gülen, 9 dos jornalistas já terão sido entretanto detidos, enquanto que 18 encontram-se fora do país. Também diversos governadores e um responsável policial foram detidos esta terça-feira.

Desde a tentativa de golpe de Estado, cerca de 35 mil pessoas foram detidas para interrogatório, mais de 17 mil acabaram por ficar detidas a aguardar julgamento. Dezenas de milhar foram suspensas ou demitidas dos seus trabalhos na área judicial, dos media, educação, sistema de saúde, exército ou poder local.