Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Explosão e troca de tiros na Universidade Americana em Cabul

  • 333

Imagem de arquivo da fachada da Universidade Americana do Afeganistão

JAWAD JALALI/ EPA

Homens armados entraram na Universidade Americana no Afeganistão, em Cabul, onde foram ouvidas explosões e trocas de tiros. A informação foi confirmada por fonte do ministro do Interior e por um aluno

Homens armados atacaram esta quarta-feira a Universidade Americana do Afeganistão, em Cabul, com diversas explosões e trocas de tiros a serem relatadas no interior do campus. A notícia foi confirmada por uma fonte fo Ministério do Interior e por um aluno.

"Os homens armados entraram na universidade, onde havia no momento alguns professores estrangeiros e centenas de alunos", precisou a fonte oficial citada pela Reuters. "[Os atacantes] estão dentro do complexo e há professores estrangeiros e centenas de alunos lá dentro”, acrescentou.

Os primeiros tiros foram ouvidos pelas 19h (16h em Lisboa). A essa hora estavam a decorrer aulas.

Fonte hospitalar, citada pela BBC, confirmou que até ao momento recebeu nas emergências cinco pessoas feridas.

Ahmad Shaheer, um aluno da universidade, confirmou os acontecimentos. Contactado por telefone pela agência noticiosa, relatou que estava escondido no interior do estabelecimento.

A embaixada dos Estados Unidos da América em Cabul desaconselha que os os cidadãos norte-americanos se aproximem da área da univerisdade.

Há duas semanas dois professores daquela instituição de ensino foram raptados, um americano e um australiano. Ambos continuam desaparecidos.

A Universidade Americana do Afeganistão apresenta-se como “a única instituição privada, sem fins lucrativos, não partidária e co-educacional” em todo o país. Abriu portas pela primeira vez em 2006 e atualmente tem mais 1700 alunos a frequentarem os cursos.