Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

“Um homem perturbado para uma época perturbada”: Alice Cooper anuncia candidatura à Casa Branca

  • 333

Concerto de Alice Cooper em Crans-Montana, Suíça (EPA)

Apesar de os candidatos presidenciais dos principais partidos, Hillary Clinton e Donald Trump, terem elevados níveis de impopularidade, o músico está consciente de que a sua possível eleição é muito improvável

O excêntrico músico Alice Cooper, de 68 anos, anunciou esta segunda-feira a sua candidatura às eleições presidenciais norte-americanas de 8 de novembro, sob o lema “Um homem perturbado para uma época perturbada”.

Apesar de os candidatos presidenciais dos principais partidos, Hillary Clinton (democrata) e Donald Trump (republicano), terem elevados níveis de impopularidade, o músico está consciente de que a sua possível eleição é muito improvável, segundo o 'site' da sua campanha.

Prova disso é uma das suas propostas de campanha: colocar no famoso Monte Rushmore - onde estão esculpidos os rostos de quatro antigos presidentes dos Estados Unidos - a cara de Lemmy Kilmister, antigo líder do grupo britânico Motorhead que morreu em finais de 2015, vítima de cancro.

A campanha de Alice Cooper, que atua sempre com os olhos pintados de preto, consiste neste momento na venda de produtos associados à sua carreira de músico e na reedição de uma música que compôs em 1972 intitulada "Elected", na altura da reeleição do antigo presidente Richard Nixon.

Alice Cooper, que se assumiu no passado como apolítico, esteve recentemente em Portugal, onde atuou na edição deste ano do Rock in Rio com o grupo Hollywood Vampires.

Um outro músico norte-americano manifestou recentemente as suas ambições presidenciais: o 'rapper' Kanye West, mas para o escrutínio de 2020.