Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Polícia deteve suspeito do homicídio de imã em Nova Iorque

  • 333

Spencer Platt/GettyImages

Suspeito tem 36 anos, é de origem hispânica e reside em Brooklin. Autoridades acreditam ter indícios suficientes que comprovam ser ele o autor do ataque que vitimou também, no sábado, o assistente do imã Maulama Akonjee

A polícia de Nova Iorque deteve um homem suspeito de ser o autor do homicídio do imã Maulama Akonjee e do seu assistente, no passado sábado, em plena rua.

Segundo as autoridades, “os indícios acumulados” apontam fortemente para o indivíduo, um homem de 36 anos, de origem hispânica e residente em Brooklin.

O alegado autor do duplo homicídio não adiantou os motivos para o crime.

Na segunda-feira, a comunidade muçulmana pediu que as mortes fossem investigadas como um crime de ódio, afastando a hipótese deste resultar de uma disputa entre minorias pelo controlo territorial. A polícia, por seu turno, adiantou não ter elementos para atribuir o ataque a motivações religiosas.

Maulama Akonjee, de 55 anos, oriundo do Bangladesh, e o seu assistente Thara Uddin, de 64, foram mortos nas proximidades de uma mesquita em Queens. Ambos caminhavam na rua quando foram atingidos a tiro por um homem, que conseguiu fugir.